.

.

Apresentação:

Este blog é dedicado aos atuais e futuros idosos para que tenham uma vida mais feliz e menos complicada.
Minha mãe, Leda Rosin, escreveu textos e poemas com o objetivo de lançar um livro para ajudar o Asilo Padre Cacique de Porto Alegre, RS, mas não conseguiu patrocínio.
Criei este blog como homenagem para que seu trabalho não fique esquecido numa gaveta e para que ela se sinta feliz.
Este é um blog para todas as idades!



Esta turma respeita os idosos!

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Felicidade na Velhice



Para pesquisadores da Universidade de Northeastern, nos EUA, mais estudos são necessários para entender porque os idosos são mais felizes.

Pessoas mais velhas tendem a ser mais felizes. Mas por quê? Pesquisadores americanos acreditam que a resposta está nos processos cognitivos que ajudariam os idosos a regular as emoções, dando uma visão mais positiva da vida. Para eles, mais estudos são necessários para entender esta estratégia.
A equipe de Derek Isaacowitz, da Universidade de Northeastern, realizou um teste no qual descobriram que os mais velhos, quando olham imagens de rostos ou situações, tendem a focar e lembrar os momentos mais felizes do que os negativos. Estudos anteriores indicam que à medida que as pessoas envelhecem, elas buscam situações que melhorem o humor, como novas amizades. Outros ainda mostram que os adultos mais velhos aprendem a não dar tanta importância a perdas e desapontamentos com objetivos não atingidos, focando mais no bem-estar.
“Há muita teoria sobre a diferença da felicidade nessa idade”, diz Derek. “Mas a maioria delas não fornece evidências diretas da relação entre o fenômeno e a felicidade atual”. Para ele falta demonstrar relações diretas mais consistentes entre essas estratégias e mudanças de humor para melhor.
Revisões da literatura mostram contradições. Algumas pessoas mais jovens, por exemplo, ficam mais felizes ao acentuar características negativas de situações de terceiros. Para outros autores, a felicidade ao fim da vida é um efeito da perda cognitiva que força os mais velhos a se concentrar em pensamentos mais simples e mais felizes.
Métodos mais rigorosos provavelmente não vão derrubar as teorias atuais, dizem os autores em artigo publicado no periódico Perspectives on Psychological Science, mas podem ampliar o cenário. “Não será fácil mensurar o quanto os mais velhos são mais felizes. Mas, mesmo que eles sejam mais felizes em média, ainda queremos saber em quais situações essa estratégia faz essa pessoa com essas qualidades se sentir bem”, finaliza.

Daqui.


Um comentário:

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Olá!
Foi um grande prazer conhecer seu blog.Aproveito meu tempo para navegar e ler textos e poemas feitos por pessoas que gostam de escrever.
Que bom que você é uma delas.
Grande abraço
se cuida

Poderá também gostar de:

Bornes relacionados com Miniaturas

Clique na imagem e...